Auxílio Brasil: O que fazer para não ser excluído do benefício

Saiba como evitar que seu Auxílio Brasil seja excluído

Ter o cadastro ativo no Auxílio Brasil, não garante o recebimento de todas as parcelas, isso porque o benefício pode ser excluído a qualquer momento da lista dos contemplados. Contudo, isso só será possível se o beneficiário deixar de seguir as regras do programa.

O Governo Federal informou muito bem quais as regras precisam ser seguidas para que o recebimento das parcelas mensais seja feitas de forma regular. No entanto, todos os meses milhares de famílias tem o cadastro do Auxílio Brasil cancelado, isso porque elas não estão seguindo as regras impostas pelo governo.

Com isso, a principal forma de uma pessoa ser excluída do programa é a desatualização do Cadastro Único, contudo, essa não seria a única forma de ser removido do programa do Governo.

O que pode causar a exclusão no Auxílio Brasil?

O CadÚnico, já mencionado, é a principal forma de excluir o cadastro da pessoa do Auxílio Brasil, se porventura não esteja atualizado. Assim, o sistema é, simultaneamente, o principal acesso ao programa social. Portanto, as situações mais comuns podem deixar você de fora do Cadastro Único, estão as seguintes:

  • Informações falsas concedidas ao sistema;
  • Falecimento de membros da família;
  • Exclusão através de decisão judicial;
  • Omissão de informações ao Cadastro Único;
  • Negação de informações por parte da família;
  • Não localização da família por um período de 48 meses ou superior, contabilizados a partir da inclusão ou atualização mais recente.

Como fazer a inscrição no Cadastro Único

O CadÚnico é um sistema de armazenamento de dados do Governo Federal que repassa as informações para os sistemas federais, estaduais e municipais. A família que deseja se inscrever no CadÚnico para receber o Auxílio Brasil, precisa ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, portanto, seria de até R$606 ou de três salários mínimos como renda familiar, R$3.636.

Para que seja feito a inscrição no CadÚnico é preciso:

  • Uma pessoa da família será responsável por responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, residir na mesma casa e ser maior de 16 anos.
  • O responsável pela família, necessitará do CPF ou Título de Eleitor.
  • Exceção: no caso de responsável por famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo. Não precisa ser o CPF ou o Título de Eleitor.

Com o cadastro no CadÚnico você não terá o risco de ter o seu Auxílio Brasil excluído.

Certamente, você também vai gostar:

>Auxílio Brasil: Faça empréstimo do benefício pelo Caixa Tem

Não deixe de acompanhar diariamente o Supercuriosidade para não perder nada da economia.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies