Auxílio-Inclusão: Quem pode receber esse benefício do INSS

Saiba que tem direito no Auxílio-Inclusão

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é o órgão responsável pelo pagamento de vários benefícios trabalhistas, previdenciários e assistenciais que atende diversos públicos. Assim, um dos benefícios, chamado Auxílio-Inclusão está direcionado para os as pessoas com deficiência.

Esse benefício do Governo Federal faz a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O pagamento do Auxílio-Inclusão teve início em junho do ano 2021. A quantia paga para os beneficiários é aproximadamente de meio salário-mínimo, o que corresponde atualmente a R$606, e é feito todos os meses.

É preciso explicar, que o benefício não é acumulativo, portanto, as pessoas que tenham o Benefício de Prestação Continuada (BPC) terão ele interrompido, sendo capaz pedir a reativação se for demitido do trabalho. Para as pessoas que desconhecem, o BPC favorece os idosos com mais de 65 anos.

Quem tem direito ao Auxílio-Inclusão

Portanto, as pessoas com deficiência, que não tem condições de fazer atividades laborais. Para esse grupo, já está garantido um salário-mínimo todos os meses. Assim, é possível requerer o Auxílio-Inclusão nas Agências da Previdência Social (APS), através do aplicativo, pelo site Meu INSS, ou até mesmo pela Central de Atendimento do INSS, pelo telefone 135.

Para ter o benefício, o requerente precisa ter a renda familiar per capita igual ou inferior a ¼ do salário-mínimo (R$ 303), e ainda necessita passar por uma perícia médica. As normas do Auxílio-Inclusão têm algumas diferenças do BPC.

Quais os requisitos necessários para ter o benefício?

Abaixo listamos o que é necessário para ter o direito ao benefício.

Saiba quem tem o direito do Auxílio-Inclusão
Imagem: Créditos/Canva
  • Receber do BPC e realização de atividade remunerada limitada de dois salários-mínimos (R$ 2.424);
  • Ser segurado do Regime Geral de Previdência Social ou filiado a regime próprio da União, dos Estados, do Distrito Federal ou dos Municípios;
  • Ter se inscrito Cadastro Único, com dados atualizados;
  • Ter CPF regular;
  • Cumprir as regras do Benefício de Prestação Continuada, principalmente os relacionados à renda familiar mensal exigida.

Para fazer o cadastro, no Auxílio-Inclusão será preciso entrar em contato com o canal de atendimento do INSS, pelo telefone 135 ou acessar o site ou aplicativo Meu INSS. E para finalizar, precisamos lembrar que caso a pessoa perca o emprego, ele terá o retorno imediato ao BPC.

Certamente, você também vai gostar:

> Auxílio Brasil vai pagar o 13º salário em novembro? Saiba mais

Não deixe de acompanhar diariamente o Supercuriosidade para não perder nada da economia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies