INSS vai diminuir a idade para aposentar?

Saiba o que mudou no INSS para se aposentar

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está a cargo de verificar as aposentadorias aos cidadãos que finalizaram o tempo máximo da prestação de serviços ou para os que precisam solicitar algum benefício por motivo de saúde.

A última reforma na previdência aconteceu em 2019. Contudo, as regras que surgiram passaram a valer somente no ano seguinte. Assim, algumas das modificações que ocorreram no sistema do INSS, está a alteração da idade mínima para se aposentar.

Atualmente, o processo de aposentadoria acontece da seguinte forma: para conseguir se aposentar, é necessário que os homens já tenham atingido a idade mínima de 65 anos e ter feito contribuições de pelo menos 15 anos.

Já no caso das mulheres a idade mínima já muda para 61 anos e 6 meses, e o tempo mínimo de contribuição também será de 15 anos. Assim, a partir do próximo ano as alterações começam a valer, realizando algumas mudanças nas idades e dos modelos de aposentadoria do INSS. Veja abaixo o que mudou.

O que muda nas aposentadorias do INSS

Será necessário em 2023 para se aposentar, no caso dos homens, precisam atingir a idade mínima de 65 anos e ter 15 anos de recolhimento. Já no caso das mulheres, será necessário fazer 62 anos e ter pelo menos 15 anos de recolhimento do INSS.

No que se refere ao que está vigente agora, para os homens não teve nenhuma mudança. Mas, para as mulheres a idade mínima mudou, e foi acrescentado mais 6 meses. Assim, essa alteração traz um grande impacto diretamente.

Portanto, será somado mais 6 meses de idade mínima para que as mulheres recebam o afastamento da contribuição. Além da alteração nas idades, a forma de aposentadoria também mudará em relação os existentes atualmente.

INSS faz alteração no prazo para se aposentar
Imagem: Créditos/Institutodelongevidademag

O formato de idade progressiva opera com a idade mínima de 57 anos e 6 meses para as mulheres, e de 62 anos e 6 meses para os homens. Sendo assim, vão aumentar mais 6 meses em cada uma das idades, então ficará assim: para os homens a idade mínima de 63 anos e 35 anos de contribuição no mínimo.

Já no caso das mulheres vão ser 58 anos de idade e 30 anos de contribuição mínima. Então, para a regra de pontos, em 2022 é uma exigência da regra que acumule 89 pontos para as mulheres e 30 anos de contribuição, portanto, para os homens são 99 pontos e pelo menos 35 anos de contribuição.

Agora, já no próximo ano, a pontuação elevará em 1 para os dois casos, e manterão as idades mínimas de contribuição. Então ficará assim: as mulheres com 90 pontos e os homens com 100 pontos.

Certamente, você também vai gostar:

> INSS determina prazos de carência para receber benefícios

Não deixe de acompanhar diariamente o Supercuriosidade para não perder nada da economia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies